Por Imprensa Sindiserviços-DF – Robson Silva 
Já está liberado o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) dos 189 ex-empregados da Empresa Progresso Construções e Serviços, nos serviços de limpeza, conservação e copa da Câmara dos Deputados.
A Justiça do Trabalho de Brasília determinou, após ação impetrada pelo Sindiserviços-DF, sindicato que representa os trabalhadores terceirizados no DF, para a Caixa Econômica Federal, Agência 3920 - Justiça do Trabalho de Brasília - Quadra SEPN 513 Bloco B - Asa Norte - Telefone: (061) 21021570, providenciar a imediata liberação do total dos depósitos do FGTS para pagamento os trabalhadores.

 

Antes, porem, a direção do sindicato, com o apoio da Associação dos Terceirizados na Câmara Federal e da deputada federal Erika Kokay (PT/DF), participaram de exaustivas reuniões com a Diretoria Geral da Casa, diante do abandono da empresa ao contrato de prestação de serviços que tinha com o parlamento.

A categoria, que foi constantemente informada sobre o andamento das negociações, também aguarda a determinação da Justiça do Trabalho quanto ao bloqueio das parcelas contratuais que a empresa teria para receber da Câmara e que deverão ser destinadas para o ressarcimento das verbas rescisórias que a Progresso tem com os seus ex-empregados.